Amor

Agora sim...

julho 18, 2018

Não é que eu tenha nojo, mas prefiro esquecer que um dia te conheci. Claro que me arrependi. Lidar com cobardes tem dessas coisas. A gente arrepende-se do tempo que perdeu, das oportunidades que desperdiçou, da distração do que era realmente importante.
Dizer que te odeio, é exagero. Ódio é forte de mais.
Foi a desilusao, sabes? Endeusar um ser humano dá nisso. Quando perdemos a admiração que temos por alguém, deixamos de amar a pessoa. E eu nem cheguei a admirar-te. Aprendi, isso sim , a adaptar-me aos teus caprichos e birras.

Quando acaba, achamos que vamos morrer. Sofremos porque estamos programados para sentir dor até quando é livramento. Uma especie de Sindrome de Estocolmo. Estamos ligadas à raiz do mal. A quem nos provoca sofrimento.
Obvio que teve emoções fortes. No limite. E na vida, que passa a correr, temos mesmo que arriscar. Sair da nossa zona de conforto.
Nem todos têm essa coragem.

Eu lamento, mas não sou a mesma pessoa que conheceste. Sou muito mais tranquila, acredito mais em mim, respeito- me, e acima de tudo,cresci.

E o que mais quero na vida, é que todos os seres humanos possam experimentar desta paz, desta liberdade, e da riqueza de sentimentos verdadeiros que se tornou a minha vida.

Escrevi isto, para todas as pessoas que sentem as palavras proferidas. 
Não é sobre uma pessoa, mas sobre tantas que conheci, que formam julgamentos baseados no que eu fui “ontem”.
Orgulho -me dessa pessoa. Mas, evoluí. Cresci.
Estamos cá para isso.
Para ser cada vez mais positivos e de bem com a vida.

Obvio que errei muito. Mas, felizmente segui o caminho certo, ainda que tumultuoso. Caminhos fáceis não nos enriquecem.
E eu quero uma vida rica em emoções, em sentimentos, em aprendizagem.
Foco-me cada vez mais em mim e nos que amo. 
Não alimento sentimentos que me entristeçam, nem memórias que já nem existem mais.
O cérebro é um órgão tão eficiente que elimina tudo aquilo que já não precisa. O meu é desses.
Esquece, as vezes até do que não deve 🤣😂
A paz não tem preço.

You Might Also Like

3 comentários

  1. Quem gosta demasiado como eu..quem espera demasiado..que ja sentiu paixão louca relativizando chamando de amor bonito como eu fiz..sabe que doi..q destroi..q corroi..mas q passa mas doi..mas mata mais um bocadinho de nós.. O acreditar cegamente e a felicidade pura é tao boa mesmo qd é td mentira. Vivendo e aprendendo..e mudamos e n seremos as mesmas..mas continuamos a existir e ter esperança e fé! Mil bjinhos pra ti querida . Dolfy aka Patricia Neves

    ResponderEliminar
  2. Eu custumo dizer que ganhei uma tristeza que agora faz parte de quem eu sou, o tombo foi grande e a cicatriz ficou e foi feia, tenho de combater todos os dias com a necessidade de me fechar em mim e esquecer que a outra espécie existe, simplesmente porque sei, que não é por um monstro na minha vida que vou deixar de encontrar quem me mereça. Mas custa muito mais me entregar a alguém, de lutar porque queremos que lutem por nós porque não queremos correr atrás depois de já ter tropeçado tanto a correr, mas se não formos atrás, quem vem atrás de nós?

    ResponderEliminar

Obrigada pelo teu comentário!