maternidade

Ter filhos, sim ou não?

agosto 16, 2018

Acontece com alguma frequência, vermos indignação quando uma mulher assume que não quer ser mãe. Já ouvi várias justificações para isto.

Algumas mulheres confessam que são demasiado centradas nelas próprias e não sentem a necessidade de ter descendentes, outras dizem que é uma responsabilidade grande demais e que as atormenta pensar que algum dia lhes poderiam faltar com sustento, e que este mundo é cada vez mais perigoso.
Sou sincera, sempre quis ser mãe. Sempre. 
Apesar disso, quando tive o meu primeiro filho tive algumas crises de ansiedade, as primeiras vezes que me tive que afastar dele. Sou uma mãe galinha, não tenho qualquer problema em assumir. Tento , a cada dia melhorar este traço, que embora seja pleno em amor, pode limitar a sua autonomia.
Se é dificil ser mãe?
Provavelmente é das coisas mais dificeis do Mundo. 
Nos primeiros anos pouco se dorme, porque os filhos exigem a nossa atenção a cada 5 minutos. Fraldas, dentes, cólicas, manhas, doenças infantis... tudo!
E mesmo dormindo pouco, temos que estar bem dispostas e felizes. Ter sempre colinho e mimos garantidos.
Ainda assim, os primeiros anos são os mais fáceis. Enquanto conseguimos dobrar-lhes os feitios.Ou tentar.
Posso dizer-vos que ser mãe faz-me sentir completa. Preenchida. Que os meus dois filhos são companheiros perfeitos para onde quer que vamos.
Têm ambos muito de mim, e amo-os com todo meu coração.
No entanto, ao contrário de muita gente , não acho minimamente criticável que uma mulher decida não ter filhos. Aliás, é admirável a consciência que algumas mulheres têm quando decidem não ter filhos.
Não tão admirável são as mulheres que os têm e depois os negligenciam.
Quando temos um filho, sabemos que é para sempre. Que enquanto vivermos será quem mais amamos. Infelizmente, muitas mulheres desconhecem este sentimento. Não sentem ligação com as suas crias. Sempre me disseram que ninguem é obrigado a gostar de ninguém. Concordo. Mas nunca se falarmos no amor de uma mãe a um filho.
Durante toda a vida, um filho precisa de uma mãe. E de um pai também, claro. Podes ter 60 anos que precisarás da tua mãe. Há um laço invisivel que liga mães e filhos. 
Mães que não cuidam, que não se preocupam, que não sofrem com as dores dos filhos, não são mães. São chocadeiras. Progenitores. Seres falhados. Dignos de pena. 

O Amor por um filho é algo infinito. Mesmo quando nos apetece “esganá-los”. Mas é precisa predisposição para a responsabilidade de, mais que os sustentar, amar esse filho incondicionalmente.
E aqui está algo que nunca faltará aos meus filhos... o meu Amor.



You Might Also Like

3 comentários

  1. Nao sou mae..nunca sonhei em ser..tenho quase 38 anos e sempre tive medo da responsabilidade gigante que acho que é ter um filho, o medo de falhar sempre me aterrorizou e dei por mim muitas vezes a dizer preferir sofrer por nao ter do que criar um ser infeliz. Não sei se serei..creio mesmo q nao vou ser..a vida n se proporciona e qd se proporcionou nao o fiz.. mas ter e ser simples progenitora, isso jamais ...

    ResponderEliminar
  2. Sabes que o meu não foi planeado, mas não voltava atrás para desfazer. É e sempre será uma parte de mim e da minha história.

    ResponderEliminar

Obrigada pelo teu comentário!