Agora sou eu

junho 18, 2019


Ser adulto é do caraças.
Pelo menos cá em casa com duas crianças e uma idosa é tremendo  . E não me estou a queixar. Graças a Deus que tenho todos ao meu encargo. Cuidei do meu avô, e agora sou "mãe" da minha avó. Que sempre foi minha mãe.
Mas é uma mimadaaaa... e digo isto com muito amor!
Passei a noite com febre. Estou ainda sem forças, cheia de dores de garganta e ouvidos. Acordei umas 856 vezes por causa da febre e das dores. E vejo-a amuar porque não me sinto bem para ir fazer eu o almoço.
Se soubessem o que ela delira com a minha comida... adora! É a primeira a ser servida e a única que repete vezes sem conta. Diz sempre o mesmo "Para que é que puseste tanta comida no meu prato?" depois é vê-la comer e repetir.
As vezes dizem me "Porra a tua avó está tão chata com a idade", não está. Sempre a conheci assim. Implicativa, pica miolos, mandona. Mas foi a única que nunca que abandonou. E é nisso que penso quando sinto que estou no limite.
Há um sem número de velhinhos largados em lares, que sequer têm visitas.
A minha avó num lar, não ia correr bem. Acho que a expulsavam .
Para mim, não faço nada de mais. Sigo a ordem natural das coisas. Ela cuidou de mim, agora eu aturo-a. Também me aturou muito.
Chama-se amor não é?
Bom dia meus pequenos.




You Might Also Like

0 comentários

Obrigada pelo teu comentário!