Aviso

Há  coisas que podemos contestar das mais variadas formas, através  de uma queixa crime na polícia,  através  de confronto direto( que não  é  muito recomendável pois sangue de barata não  reina aqui). O mal das pessoas que acham que atingiram já  um patamar de impunidade avançado,  pelo status ou por ser uma família  xpto são  os erros óbvios que cometem, actos criminosos que vão  praticando aqui e ali. 
Vou dar-vos um exemplo muito simples. Sabem que não  se podem dirigir a um estabelecimento de... saúde  por exemplo e pedir dados clínicos, notas de alta etc de alguém  que sequer é  da vossa família? Que tal é  crime por parte de quem vos cede os dados e por parte de quem os procura? Chama-se devassa de vida alheia e invasão  de privacidade , é  punível por prisão.  
A menos que esses dados  sejam pedidos com mandado judicial, nesse caso não  há  ilegalidade, mas a chico-espertice costuma ganhar quando provincianos  ridiculo e ao achar que vão  descobrir numa nota  clinica algum segredo, em vez de mo pedir, que até  lhos facultava. 
Quem faz por trás,  não  faz por bem. 
Eu sabia, quando decidi manifestar-me publicamente e tornar o caso do meu filho conhecido  que iriam brotar que nem cogumelos teorias sobre a agressão  que o meu filho foi vitima. 
No entanto, não  há  um único sintoma ou ocorrência  da sua doença  da qual não  tenha provas  cabais. Tudo. Prints, relatórios,  declarações,  relatos de ocorrências  médicas que referem exatamente o momento em que o meu filho começou  a inchar.  Foi no hospital,  posteriormente à inalação do salbutamol, e inchou de tal forma que levou adrenalina porque a médica que assistiu a tudo pensou  tratar- se de um choque anafilático, dando-lhe cortisona e adrenalina. 
O mesmo aconteceu no dia seguinte em Santa Maria. Para descartar a hipótese de ser um choque anafilático deram-lhe novamente adrenalina, que mais uma vez nada fez. Foi então  submetido a vários  exames e visto por vários especialistas. Todos os exames mostravam o mesmo. Ar em todo o tórax. O tal Pneumomediastino  , e enfisema subcutâneo  que são  distúrbios que podem levar à morte, porque o ar pode deslocar-se para o coração,  para o cérebro  e causar uma embolia. 
Honestamente, tenho tolerado muito mas não  vou admitir que sequer ousem insinuar que em momento  algum falhei aos meus filhos , que lhes fui negligente ou que sou má  mãe  .
A maldade está  nos olhos de quem procura por isso mesmo.
Podem ter a certeza, que toda e qualquer pessoa que se insurja contra mim ou contra a minha família terá de responder judicialmente a qualquer  tipo de comentário ou afirmação. 
Sou uma mulher calma, mas não  se atrevam a mexer com os meus filhos, porque como já  garanti, neste caso, irei até  as últimas instâncias,  até  achar que foi feita justiça. 
Sei o que passei, o que o meu filho passou , o esforço  que fiz em cada entrevista para que o assunto não  morresse, por mim, pelo meu filho e por todas as crianças  que diariamente sofrem de violência  nos sítios  que deveriam ser as suas segundas casas. 
Não me diverti minimamente a repetir a todos os jornalistas e canais televisivos que me procuraram e nem uma única vez fui a estúdio, foram sempre ter comigo. Cada vez que contava o que se tinha passado , revivia tudo. E acreditem que chega a ser traumático. Mas a hipótese de uma situação como esta ficar impune estava fora de questão. Não suporto injustiça, seja a quem for, tratando-se de um dos meus filhos, a gravidade aumenta exponencialmente.
Não  confiarei mais o meu filho àquele agrupamento. Não  consigo  . Nem eu, nem o pai do meu filho que quase não  dorme desde que tudo se passou e se encontra psicologicamente  afetado,  depressivo, tendo até  problemas em exprimir-se verbalmente, tal foi o choque de ver o filho doente com a gravidade que esteve. 
Garanto aqui, que o meu filho voltará  a sorrir e vai aprender a gostar da escola, num sítio onde valorizem as crianças  como indivíduos,  únicos  em vez de se preocuparem apenas com boas notas, rankings  e em parecer mais que em ser.
A escola não  tem que ser um templo do medo, onde reina o silêncio perturbador de quem varre os problemas para debaixo do tapete. 
O meu filho vai ser muito feliz. E nós  também  porque a felicidade dos nossos  filhos é  a nossa. 


Luís Santiago filho de Marta Veloso


Partilha isto:

Sobre a autora:

Chamo-me Marta, e sou apaixonada pela escrita e pelo mundo da beleza. Em 2013 , após um curso de maquilhagem profissional decidi juntar os meus dois amores, criando este blogue. Gosto de escrever despudoradamente sobre tudo. Maquilhagem, cuidados com a pele, estética, cirurgia plástica e saúde no geral, assim como partilho aqui algumas das minhas crónicas em que abordo tudo o que é possível e imaginário. Venham daí, conhecer o meu Mundo!

2 comentários

  1. Admiro imenso o teu sangue frio em enfrentar toda a situação sem nunca perder a razão,eu já não me acredito ser assim! Obrigada por não só defenderes o teu filho como aproveitares a situação para lutares por tantos como ele presos no silêncio que a sociedade os incumbe! És grande!! Rápidas melhoras, e um beijinho enorme para vocês guerreiros!!!

    ResponderEliminar

Obrigada pelo teu comentário!