Com tecnologia do Blogger.

O Amor

by - abril 20, 2017

O Amor...existe? Ou é apenas uma ilusão, uma ideia fixa romantizada que temos desde meninas, em que o dia chegará que  encontraremos quem nos ensine a viver com os espinhos da alma e nos sare as feridas. Em que um principe encantado, chega e nos derruba com um sorriso, determinado e decidido a ficar connosco, capaz de lutar contra tudo e contra todos, por Amor.
A maior parte das mulheres atira-se de cabeça no Amor. E fica com o coração em estilhaços. Normalmente damos muito mais que o que recebemos, tudo por Fé.
Queremos mesmo que o resto da nossa vida seja uma especie de conto de fadas, uma vez que tantas e tantas de nós olha sem direção e sonha com um Amor que na verdade não existe.
O meu avô dizia que no Amor, o mais importante é a tolerância. O respeito.
Que com os anos tudo vai mudando, algumas coisas se perdem, mas a tolerância e o respeito devem manter-se presentes.
Aos 20 anos acreditamos que um dia seremos felizes. Mesmo que a nossa jornada não tenha sido fácil.
Ao longo do tempo,passamos a dar importância a pequenas coisas. A descobrir a felicidade em sorrisos , em mãos que se tocam.
Depois...começamos a ter uma visão fatalista. Sentimo-nos enganadas pela vida. Questionamos para que cá andamos afinal. Aprendemos que não podemos amar por dois e que o Amor é muito mais que sexo e palavras. É atitude e presença. É colo e apoio. É querer ver no outro a felicidade que sonhamos para nós.
Não sou capaz de magoar alguem deliberadamente. Se amar esse alguem, sofro com o seu sofrimento.
Acho que o meu maior defeito é o facto de não ser egoista. Coloco o outro sempre em primeiro lugar.  Provocar um sorriso é o verdadeiro Amor. Provocar uma lágrima...é sadismo.
Mas, é o que vejo nos casais de hoje. Competições de quem consegue magoar mais o parceiro,crianças que são usadas para atingir o conjuge, vinganças, traições, e o pior...a mentira e a deslealdade.
O maior sonho e razão de existência de todos nós, objetivo de vida - o Amor- tornou-se um jogo. Um esquema. Um motivo de escape. Uma forma de obter sexo fácil. Quando o Amor devia valer por si só. Deveria significar cuidado, carinho, entrega total.
Se calhar este tipo de Amor nunca existiu. Sonhei- o. Ou li -o.
Não sei nada sobre o Amor.

E para as românticas de serviço temos uma panóplia de livros que falam sobre o tema.
Cada um à sua maneira.
Para mais informações clica nas imagens.

You May Also Like

2 comentários

  1. Oh meu amor...tanta for nesse teu coraçãozinho 😥😥

    ResponderEliminar
  2. Infelizmente já não acredito no amor!!!! Ele existe,não há é quem saiba amar...
    Beijinho Martita

    ResponderEliminar

Obrigada pelo teu comentário!